Agnaldo Rodrigues

Agnaldo Rodrigues é Professor Adjunto na Universidade do Estado de Mato Grosso e membro da Academia Mato-Grossense de Letras/Brasil. Atua no Programa de Pós-graduação em Estudos Literários/UNEMAT, nas áreas de Literatura Comparada, Literaturas Africanas e Teatro Contemporâneo em língua portuguesa: Portugal, Brasil e África. Das principais obras de criação literária (contos), encontram-se: A penumbra: contos de introspecção (2004), Mente Insana (2008), Dose de Cicuta (2010) e Baú de Pecados (2020); além disso, publicou a peça teatral Fantasmas em Vila Maria (2021), primeiro livro da dramaturgia cacerense.

É autor de obras de crítica literária, entre as quais: O Futurismo e o Teatro: Destruição e Mundos Invertidos em Almada Negreiros e Oswald de Andrade (2003), Projeção de mitos e construção histórica no teatro trágico (2008), O teatro mato-grossense: história, crítica e textos (2010), Entre Letras e Memórias (2014), Escritos Culturais: literatura, arte e movimento (2013). Das obras organizadas, destacam-se: Diálogos Literários: Literatura, Comparativismo e Ensino (2010), Nas entrelinhas do texto (2012), Esse entre-lugar da literatura: concepção estética e fronteiras (2013,com Benjamin Abdala Junior), Diálogo entre literatura e outras artes (2014), Do texto à cena – entre o teatro grego e o moderno teatro brasileiro (2014, com Wagner Corsino Enedino), Plínio Marcos: o Signo de um Mau Tempo (2016, Com Wagner Corsino Enedino), Trajectórias Culturais nas Ilhas do Equador: Estudos sobre São Tomé e Príncipe (2018, com Inocência Mata), entre muitas obras. Atualmente, dedica-se ao estudo das literaturas e culturas, bem como ao estudo e prática das Artes Visuais.

Compartilhe esta página

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artes